Como foi o Chocofest 2ª edição?

Foto: Luís Fernando Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Olá meus caros, boa noite, tudo bem com vocês? Esta semana todos estavam ansiosos para saber mais sobre como foi o evento mais saboroso do ano, o Chocofest! Que aconteceu na semana passada no dia 07/12/13. Devo confessar que foi uma correria absurda organizar tudo em tão pouco tempo (obrigada a todos que ajudaram!), mas valeu a pena, a festa ficou linda e reuniu inúmeros aficionados pelos derivados do cacau e por café. Confiram agora todos os detalhes do que aconteceu.

Saborear chocolate (lê-se, aquele que é felicidade convertida em tablete, bombons ou afins e não aquele que tem gosto de tristeza e sabor de angústia) sem culpa – porque culpa é algo que definitivamente não faz companhia a quem lhes escreve neste exato momento, muito menos a vocês leitores e menos ainda aos que estavam lá presentes -,  em ótimas companhias e ainda por cima sem ter hora para acabar não tinha como não ser divertido.

Quem resiste? Foto: Luís Fernando de Santana.

Quem resiste? Pavê de morangos e torta de nozes da Madeleine e bolo de morango da Doçura. Foto: Luís Fernando de Santana.

O disputado pavê de morango da Madeleine. Foto: Isabelle von Randow.

O disputado pavê de morango da Madeleine. Foto: Isabelle von Randow.

O tentador bolo de morango da Doçura. Foto: Luís Fernando de Santana.

O tentador bolo de morango da Doçura. Foto: Luís Fernando de Santana.

Foram inúmeras receitas feitas com todo amor e carinho (às vezes com tanto zelo que o negócio até desanda, como o petit gateau até virou bolo disfarçado) ou ainda terceirizadas com todo amor e carinho (risos) porque vocês sabem com é, há pessoas que definitivamente não criam amizade com a cozinha. Teve ainda parcerias com marcas que já embalaram muitas experiências gustativas do Café com Chocolate blog e dos nossos leitores e que, sem dúvidas, trazem novos ares a nossa rotina quando reaparecem de repente ao longo do dia, é uma fatia de pavê de morango que causa o mais espontâneo dos sorrisos, é o café pra comer que conquista mais adeptos se bobear que o próprio café e que faz até mesmo aqueles que torcem o nariz para o líquido se rendem ao pseudo chocolate (é sensacional o sabor dele e você jura que está comendo chocolate, mas TADAH! Não está), é a nova marca de chocolate que encanta pela sua história e envolve pelo seu sabor supremo de cacau de qualidade… Hum! É aquele brigadeiro de encher os olhos com inúmeras possibilidades de sabor e a estética cativante.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

E se você já sentiu aquele vontade lá no fundo de comer uma coisinha salgada, não se preocupe! Teve macarrão com diferentes molhos da prendada Yohana Rezende, molho branco, bolonhesa e bolonhesa feita com carne de soja pra aguçar o paladar e embalar a máxima do salgado pede um doce e um doce pede mais doce ainda (risos). Sim, é tradição do Chocofest ter um único prato salgado.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

E pra animar esta festa além de muita música (reza a lenda que na próxima edição Daniel Oliveira tocará ao vivo o seu teclado que é sucesso) de diferentes gêneros na playlist teve diversos sorteios! Os charmosos produtos da loja Differenza marcaram presença, kits Diatt Coffee Beans e muitas caixinhas charmosas de sortidos Coffee Beans, kit Espírito Cacau, caixas da Casa do Brigadeiro e da Chocolateria Brasilalém da Kaffa que sorteou um especial sobre chocolate da Revista Espresso. Hum! O bom é que ninguém saiu de mãos abanando e todo mundo voltou a acreditar que a sorte estava ao seu lado e o mais irônico é que até quem estava de dieta declarada ganhou uma caixa de brigadeiros.

É hora do sorteio! Foto:  Luís Fernando de Santana.

É hora do sorteio! Foto:
Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Kit Diatt chocolates e Coffee Beans. Foto: Luís Fernando de Santana.

Kit fondue para dois da loja Differenza.

Kit fondue para dois da loja Differenza. Foto: Luís Fernando de Santana.

Kit Meridiano. Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Kit Meridiano. Foto: Luís Fernando de Santana.

Kit Espírito Cacau. Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Kit Espírito Cacau. Foto: Luís Fernando de Santana.

Caneca do Van Gogh Museum que você encontra na loja Differenza.

Caneca do Van Gogh Museum que você encontra na loja Differenza.

Kit Casa do Brigadeiro. Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Kit Casa do Brigadeiro. Foto: Luís Fernando de Santana.

Caneca "Café na medida certa". Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Caneca “Café na medida certa”. Foto: Luís Fernando de Santana.

Kit Diatt chocolates e Coffee Beans. Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

D Kit Diatt chocolates e Coffee Beans. Foto: Luís Fernando de Santana.

E o Café com Chocolate ganhou também um lindo kit da Diatt chocolates + Coffee Beans com diversos produtos da marca, obrigada! Nós adoramos Reginaldo.

Kit de brigadeiros da Casa do Brigadeiro. Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Kit de brigadeiros da Casa do Brigadeiro. Foto: Luís Fernando de Santana.

Caixa Coffee Beans sortidos. Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Caixa Coffee Beans sortidos. Foto: Luís Fernando de Santana.

Caixa Coffee Beans sortidos. Foto: Luís Fernando Gomes de Santana.

Caixa Coffee Beans sortidos. Foto: Luís Fernando de Santana.

E não teve como não se empolgar com a presença do chocolatier francês Patrick Ravenet falando sobre o processo produtivo dos deliciosos chocolates da Espírito Cacau e da sua elevada pureza e do Reginaldo Lencioni, gerente industrial na Chocolates SPALI, falando sobre o inovador café para comer.

Tiago, eu, Reginaldo e Patrick. Foto: Luís Fernando de Santana.

Tiago, eu, Reginaldo e Patrick. Foto: Luís Fernando de Santana.

As diferentes intensidades de cacau da Espírito Cacau: 31%, 46% e 70%. Foto: Luís Fernando de Santana.

As diferentes intensidades de cacau da Espírito Cacau: 31%, 46% e 70%. Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Conheça a cadeia produtiva do chocolate Espírito Cacau:

Colheita

A colheita é feita até 10 vezes ao ano. Quando o cacau está maduro é feita a colha manual.

Abertura

O cacau é aberto para liberar as sementes, que possuem polpas com açúcares que geram a fermentação.

Fermentação e Secagem

As sementes são fermentadas em caixas de madeira onde irão ganhar o sabor e aroma de chocolate. Depois serão secadas em estufas solares transformando-se em amêndoas de cacau.

Torrefação

Os grãos são limpos, descascados e torrados adquirindo sua característica de origem de sabor e aroma de chocolate.

Moagem

Os grãos são moídos até virar uma substância densa chamada pasta de cacau ou líquor, que é o responsável pelo sabor e aroma de chocolate.

Mistura

A pasta de cacau é misturada com açúcar, manteiga de cacau e, às vezes, com leite de alta qualidade.

Conchagem

Após a adição de manteiga de cacau, o chocolate é misturado por um longo tempo, isto irá torná-lo mais suave, cremoso e saboroso.

Chocolate

O chocolate então pode ser moldado como você imaginar: em barras e bombons de todos os formatos, feitos para encantar o paladar!

Foto: Jeroilson Viana.

Foto: Jeroilson Viana.

Foto: Jeroilson Viana.

Foto: Jeroilson Viana.

Coffee Beans Zero e Normal e os seus sabores na versão espresso, café com leite e cappuccino. Foto: Luís Fernando de Santana.

Coffee Beans Zero e Normal e os seus sabores na versão espresso, café com leite e cappuccino. Foto: Luís Fernando de Santana.

Coffee Beans desperta curiosidade durante o evento. Foto: Jeroilson Viana.

Coffee Beans desperta curiosidade durante o evento. Foto: Jeroilson Viana.

Conta a história que um pastor chamado Kaldi, pertencente à tribo dos Oromo, um povo da Etiópia, observou que as suas cabras ficavam mais ativas ao ingerir as folhas e os frutos de uma planta até então desconhecida. Seguindo o exemplo das cabras, experimentou o fruto e também ficou mais ativo.

Quando chegou à Europa, a bebida ficou conhecida como o Vinho das Arábicas e o hábito de consumo do café se consolidou por volta de 1672.

Naquele momento da história, tínhamos o café e o cacau sendo consumidos na Europa em forma de bebida nas casas de café e chocolate por 240 anos seguidos, até que, em 1847, Joseph Fry, neto de Francis Fry, chefe da fábrica de bebida de chocolates JS Fry & Sons, descobriu uma forma de misturar manteiga de cacau com pó de cacau e açúcar, criando uma pasta que poderia ser moldada e solidificada. Este produto foi intitulado pelo inventor como chocolate para comer.

432 anos depois que a bebida café chegou à Europa e 165 anos depois que o cacau se tornou pasta de chocolate para comer, chegou a vez de o café ter uma apresentação diferenciada e finalmente poder ser consumido como grão sólido. Essa inovação tem nome: cafene, café para comer, uma massa de café integral que preserva as características de aroma e sabor e a oferta nutricional do café. Produzido a partir do processamento de café 100% arábica premium.

Foto: Jeroilson Viana.

Foto: Jeroilson Viana.

A expectativa era de 30 pessoas ao final de tudo tínhamos cerca de 50 pessoas no evento que reuniu leitores, amigos, amigos de amigos, a turma do CouchSurfing e parceiros, todos apaixonados pelo universo do café e do chocolate.

Obrigada a todos que participaram dessa festa conosco.

E que venha a 3ª edição! 

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Alguém aceita um café? Foto: Luís Fernando de Santana.

Alguém aceita um café? Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Canecas que trazem histórias. Foto: Luís Fernando de Santana.

Canecas que trazem histórias. Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

Foto: Luís Fernando de Santana.

E você o que achou da 2ª edição do Chocofest?

Dúvidas e sugestões? Escreva para: cafecomchocolateblog@gmail.com ou deixe o seu comentário.

Anúncios

3 Respostas para “Como foi o Chocofest 2ª edição?

  1. Pingback: Sinto cheiro de Café com Chocolate no ar… | Café com Chocolate·

  2. Pingback: Vem aí o 1º Chocofest Solidário! | Café com Chocolate·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s