Mitos e verdades sobre o consumo do café

Que tal falarmos um pouco sobre o que é mito e o que é verdade acerca do consumo da cafeína? Existe todo um misticismo em torno disso, o famoso “minha avó dizia” e no “Reflexões Gastronômicas” de hoje iremos acabar com alguns deles.

Primeiramente devemos nos atentar a duas perguntas antes de dar continuidade no assunto:

  • O que é a cafeína? A cafeína é uma substância que ocorre naturalmente (um alcalóide) encontrada nas folhas, sementes e frutos, de mais de 63 espécies de plantas de todo o mundo.
  • Com base nas pesquisas realizadas até hoje, quais os efeitos conhecidos do consumo da cafeína?  Possui capacidade de atuar como estimulante, retardando temporariamente a fadiga, pode causar insónias aos mais sensíveis a esse estimulante e tem um ligeiro efeito diurético.
MITO: O efeito da cafeína é viciante.
REALIDADE: As pessoas sempre disseram que são “viciadas” em cafeína da mesma forma que dizem que são “viciadas” nas compras ou televisão. A cafeína não é viciante, segundo as definições aceites e de acordo com a opinião maioritária das autoridades. Quando o consumo regular de cafeína é cessado abruptamente alguns indivíduos queixam-se dores de cabeça, fadiga ou sonolência. Estes sintomas usualmente passam ao longo do dia e podem ser evitados se a ingestão de cafeína for reduzida gradualmente.
MITO: A cafeína aumenta o risco de doenças cardíacas.
REALIDADE: Numerosos estudos realizados em grande escala têm mostrado que o consumo de cafeína não aumenta o risco de doenças cardiovasculares, não aumenta os níveis de colesterol-HDL ou causa alterações no ritmo cardíaco. Uma ligeira e temporária subida da pressão arterial pode ser observada em indivíduos sensíveis à cafeína. Contudo, esta subida é semelhante à provocada por atividades do dia-a-dia, como subir umas escadas. No entanto, é recomendado que indivíduos com tensão arterial alta consultem o seu médico sobre esta situação.
MITO: A cafeína provoca cancro.
REALIDADE: Evidências científicas mostram que a cafeína não aumenta o risco de cancro (a palavra cancro é utilizada genericamente para identificar um vasto conjunto de doenças que são os tumores malignos). Dois estudos, com um grande número de população da Noruega e Hawai e a análise de 13 estudos realizados com mais de 20.000 sujeitos revelaram que não existe nenhuma relação entre o consumo regular de café ou chá e o risco de contrair cancro.
MITO: A cafeína é um fator de risco à osteoporose.
REALIDADE: Alguns estudos sugerem que a ingestão de cafeína podem aumentar  perda de cálcio pela urina. Contudo, estas perdas são mínimas e o consumo de cafeína em doses normais não afeta o nível de cálcio nem a densidade óssea. Estudos mais recentes confirmam que a cafeína não é um factor de rico para a osteoporose particularmente numa mulher que consome quantidade de cálcio adequada.
MITO: As mulheres grávidas ou que tentam engravidar devem evitar a cafeína.
REALIDADE: Um grande número de estudos tem se dedicado à análise dos efeitos das bebidas que contêm cafeína com os fatores reprodutivos. Os dados sugerem que o consumo moderado de cafeína é inócuo tanto para a mulher grávida como para o feto. Os resultados dos estudos sobre o consumo de cafeína e o tempo que decorre até concepção não apresentam provas sólidas de que o consumo de bebidas com cafeína reduzam a probabilidade de concepção. Dois estudos dos EUA demonstraram que não existe correlação entre o consumo de cafeína e o desenvolvimento da gravidez ou possíveis malformações no feto. Além disso, recentes estudos não encontraram qualquer correlação entre a ingestão de cafeína e a ocorrência de aborto espontâneo ou crescimento anormal do feto. Contudo, ainda existem questões acerca de elevadas doses de cafeína e assim aconselha-se que as mulheres grávidas tenham alguma moderação (300mg por dia ou 3 a 4 chávenas de café instantâneo).
MITO: A cafeína tem efeitos adversos sobre a saúde das crianças.
REALIDADE: Geralmente as crianças têm a mesma capacidade de processar a cafeína que os adultos. Estudos têm mostrado que os alimentos e bebidas que contêm cafeína quando tomados com moderação não apresentam efeitos sobre a hiperatividade ou problemas de concentração das crianças. No entanto, em crianças sensíveis, elevadas doses de cafeína podem causar efeitos temporários como a excitação, irritabilidade e ansiedade.
MITO: Existem efeitos não positivos da cafeína.
REALIDADE: Sabe-se que a cafeína aumenta os níveis de alerta e a capacidade de concentração. Uma xícara de café ou chá é muitas vezes recomendada para combater o sono, especialmente aos condutores que conduzem longas distâncias e muitos indivíduos tomam a sua xícara de café após a refeição do almoço antes de voltar ao trabalho. Alguns estudos demonstraram que a cafeína também reforça a memória e o raciocínio lógico.
Em muitas bebidas ricas em cafeína, em especial o chá e mais recentemente o café e chocolate, têm sido encontrados antioxidantes. Estes apresentam benefícios para a saúde, especialmente para a saúde do coração e prevenção do cancro.
Investigações recentes sugerem que a cafeína pode ser usada no tratamento das reacções alérgicas, devido à sua capacidade de reduzir a concentração de histaminas que são substâncias que fazem com que o organismo reaja ao alergéneo. No entanto, muitos outros estudos são necessários antes de se tirarem conclusões. A cafeína, desde há algum tempo que também é considerada benéfica para quem sofre de asma.
Bom, fica sempre a dica de que o importante é moderar o consumo, “tudo em exagero faz mal!“. E para te ajudar nesse controle segue umas dicas com as fontes mais comuns de cafeína e o seu conteúdo para desfrutar sem peso na consciência.

  • Café instantâneo  – 75mg em 190ml (dose média por porção)
  • Café – 85ml em 190ml (dose média por porção)
  • Chocolate – 5.5 a 35.5mg em 50g (dose média por porção)

Fontes: EUFIC.org | Portal da Saúde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s